Futebolista israelense é preso na Turquia por gesto de solidariedade com reféns capturados pelo HAMAS – WZO

Futebolista israelense é preso na Turquia por gesto de solidariedade com reféns capturados pelo HAMAS

O futebolista israelense Sagiv Yehezkel, que joga pelo clube turco “Antalyaspor”, foi detido pela polícia sob acusações de “incitação pública ao ódio e hostilidade”. No dia 14 de janeiro, durante a partida entre “Antalyaspor” e “Trabzonspor”, o futebolista israelense, após marcar um gol, mostrou uma mensagem em sua pulseira para a câmera que dizia “100 […]

O futebolista israelense Sagiv Yehezkel, que joga pelo clube turco “Antalyaspor”, foi detido pela polícia sob acusações de “incitação pública ao ódio e hostilidade”.
No dia 14 de janeiro, durante a partida entre “Antalyaspor” e “Trabzonspor”, o futebolista israelense, após marcar um gol, mostrou uma mensagem em sua pulseira para a câmera que dizia “100 dias. 7.10” e expressou publicamente apoio aos israelenses que haviam sido sequestrados e mantidos em cativeiro pelo HAMAS por 100 dias. Esse gesto aberto de solidariedade com os reféns causou alvoroço na Turquia, que oficialmente apoia o HAMAS.
Após a partida, a direção do clube de futebol “Antalyaspor” removeu o futebolista israelense da lista de jogadores e anunciou o procedimento para a rescisão de seu contrato. No mesmo dia, Sagiv Yehezkel foi detido pela polícia. A promotoria turca iniciou uma investigação contra ele por “insultar o sentimento público” e acusa o atleta de apoiar de forma demonstrativa as ações militares de Israel na Faixa de Gaza.
Como se revelou, expressar abertamente solidariedade e preocupação com a vida dos reféns tomados por terroristas do HAMAS contradiz os valores nacionais da Turquia moderna.
No dia 15 de janeiro, por decisão de um tribunal turco, Sagiv Yehezkel foi deportado da Turquia e está retornando para Israel.

15 Jan 2024
1 min read
418
Notícias

Ler mais

Funcionários da ONU servindo ao HAMAS

Funcionários da ONU servindo ao HAMAS

Suspensão de Financiamento à Agência da ONU para Refugiados Palestinos Após Envolvimento de Funcionário em Violência A decisão de suspender o financiamento à Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina no Próximo Oriente (UNRWA) veio após a investigação que revelou o envolvimento de um funcionário da agência em atividades violentas.
Inapto para o serviço profissional

Inapto para o serviço profissional

Além da declaração escandalosa de que o ataque terrorista do HAMAS em 7 de outubro "não aconteceu num vácuo", o atual Secretário-Geral da ONU, António Guterres, acrescentou algo novo.
Os alunos do nosso internato religioso estão dando um ombro ao esforço israelense.

Os alunos do nosso internato religioso estão dando um ombro ao esforço israelense.

Muitos estudantes dos ulpanim do departamento para o incentivo da Aliyah demonstraram seu compromisso com Israel e ofereceram seu apoio durante tempos de guerra ao país, aos soldados e aos residentes.