Não há fome em Gaza: relatório da comissão independente FRC – WZO

Não há fome em Gaza: relatório da comissão independente FRC

Um grupo independente de especialistas, o FRC (Famine Review Committee – Comitê de Avaliação da Fome), que estuda e avalia fenômenos de fome em várias regiões do mundo, bem como verifica dados fornecidos por outras organizações, publicou um relatório dedicado à situação na Faixa de Gaza.

Photo: lucidwaters/ depositphotos.com

A principal conclusão do relatório é que, apesar da grave situação humanitária em Gaza e do alto risco de fome, atualmente não há evidências suficientes para classificar a situação atual como fome. Isso coloca em questão as declarações da liderança da ONU e de outras organizações internacionais e mídia sobre genocídio e fome em massa em Gaza.

O relatório destaca que pesquisas anteriores, como o relatório da Famine Early Warning Systems Network (FEWS NET), não levaram em conta fornecimentos comerciais e privados de alimentos, bem como as entregas do Programa Mundial de Alimentos (WFP). Considerando todo o volume de ajuda alimentar, as necessidades diárias de calorias para a população de Gaza foram atendidas em abril.

Embora a situação em Gaza permaneça tensa e exija esforços humanitários coordenados e acesso irrestrito a fornecimentos de alimentos, as declarações sobre fome são exageradas e, às vezes, baseadas em incompetência ou manipulação consciente de dados.

Conforme relatado pelo site NEWSru.co.il, embora o documento tenha sido apresentado ao Secretário-Geral da ONU, António Guterres, mais de uma semana atrás, ele só veio a público na véspera. Alguns comentaristas explicam isso como uma discrepância entre as conclusões da comissão e a narrativa promovida pelo Secretário-Geral da ONU sobre os crimes israelenses na Faixa de Gaza.

A liderança da ONU se recusa a reconhecer o HAMAS como uma organização terrorista, limitando-se a condenações vagas de ataques terroristas e atribuindo a responsabilidade pelos eventos de 7 de outubro a Israel, acusando-o de ocupação contínua e genocídio, ignorando completamente o fato de que Israel se retirou da Faixa de Gaza em 2005, e que o objetivo do HAMAS, que tomou o poder na região, é a destruição do estado judeu.

26 Jun 2024
1 min read
139
Notícias

Ler mais

Cafe Ivrit na USP no mês de Abril!

Cafe Ivrit na USP no mês de Abril!

Professores , e alunos e pais de alunos da USP se encotraram no Israel Corner, espaço patrocinado pelo consulado geral de Israel em Sao Paulo , para   conversar em Hebraico, e desfrutar de uma hora e meia de conversa em Hebraico mediado por uma facilitadora Israelense.
Cartazes das pessoas sequestradas

Cartazes das pessoas sequestradas

Os cartazes das pessoas sequestradas estão sendo divulgados em diferentes lugares das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.
Aula de ivrit

Aula de ivrit

Um grupo da turma do Ulpan do Hashomer Hatzair em São Paulo, voltou a se encontrar presencialmente para a sua aula de Ivrit.